Documentário de Silvio Tendler lota Museu Nacional

 

Maria Sheila Rodrigues
De Brasília (DF) Do Brasil de Fato

O diretor Silvio Tendler lançou, na noite desta segunda-feira (22), o documentário “O Veneno está na mesa” no Museu Nacional em Brasília. O evento lotou o auditório com capacidade para 850 pessoas que puderam assistir e debater o filme que trata do uso abusivo de agrotóxicos no Brasil. O filme faz parte da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos.

O dirigente nacional do MST João Pedro Stédile inaugurou a atividade afirmando que a campanha é uma forma de conscientizar os trabalhadores e a sociedade sobre os impactos do modelo do agronegócio e seu pacote tecnológico. “A utilização do veneno é o pilar central do agronegócio, parte da lógica de dominação do modelo capitalista na agricultura”, disse. “O filme é mais eficiente do que mil discursos. Esse documentário é uma importante ferramenta de conscientização”, complementou.

O documentarista Silvio Tendler ressaltou a importância de a população ser informada sobre os efeitos dos agrotóxicos e a necessidade dos movimentos sociais tomarem medidas para mobilização da sociedade. “É uma questão de saúde pública”, alertou.

A Campanha reflete a preocupação que diversos setores da sociedade têm diante do avanço alarmante do consumo de agrotóxicos no Brasil. Atualmente estão em processo de consolidação comitês da Campanha em 23 estados que contam com a participação de movimentos sociais, ambientalistas, ONGs e sindicatos.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s